Prefeitura inaugura memorial em homenagem a Dom Marcelo

Primeiro Bispo Diocesano de Guarabira, Dom Marcelo Pinto Carvalheira, falecido em 2017, receberá uma homenagem do Poder Público Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo, com a inauguração do “Memorial Dom Marcelo”, que funcionará no Museu Sacro Fernando Cunha Lima, na Rua Epitácio Pessoa, no centro da Cidade.

A inauguração do Memorial dedicado ao Arcebispo Emérito da Paraíba e primeiro bispo diocesano de Guarabira, acontecerá neste dia 01 de maio, data em que marcaria seu aniversário natalício.

“Me sinto honrado como prefeito de Guarabira, em prestar esta homenagem a um homem que tanto fez pela Igreja e por seus fiéis. Dom Marcelo entrou para a história de Guarabira, não apenas por ser bispo, mas por ter sido um ser humano que detinha uma grande ternura para com todos aqueles que o procuravam”, disse o prefeito Zenóbio Toscano.

 

DOM MARCELO PINTO CARVALHEIRA

Nascido a 01 de maio de 1928, no Recife, Marcelo Pinto Carvalheira entrou no Seminário Arquidiocesano de Olinda e Recife, em 1944. Em 1946, foi para a Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, onde cursou a Filosofia e a Teologia e se especializou em Teologia Dogmática. Ordenado padre no dia 28 de fevereiro de 1953, foi professor de Teologia no Seminário de Olinda; Diretor Espiritual do Seminário; primeiro reitor do Seminário Regional do Nordeste Olinda; Assistente Eclesiástico da Ação Católica e Subsecretário do Regional Nordeste 2 da CNBB.

Durante o regime militar no Brasil, defendeu os líderes católicos perseguidos, tendo sido importante colaborador de Dom Hélder Câmara, defendendo os direitos humanos e sociais dos perseguidos, sendo ele mesmo preso e torturado.

Em 29 de outubro de 1975 foi nomeado pelo Papa Paulo VI, Bispo Auxiliar da Paraíba, que junto à Dom José Maria Pires (Arcebispo Titular) tinha a missão de preparar a nova diocese do Estado. Com a criação da Diocese de Guarabira, pelo Papa João Paulo II, em 10 de outubro de 1980, através da bula “Cum Exoparet”, Dom Marcelo foi nomeado seu primeiro bispo, sendo transferido em 1981 para sua posse definitiva  em 27 de dezembro de 1981.

Dom Marcelo foi nomeado 5º Arcebispo Metropolitano da Paraíba após renúncia de Dom José Maria Pires. Foi o grande responsável pela concessão do título de Basílica Menor à Catedral Metropolitana de Nossa Senhora das Neves.

Entre 1998 e 2004, Dom Marcelo Carvalheira foi vice-Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ao atingir a idade limite para o governo diocesano, Dom Marcelo solicitou sua renúncia e deixou a Arquidiocese da Paraíba no dia 5 de maio de 2004. Após sua concessão, Dom Marcelo passou a morar no Mosteiro de São Bento, em Olinda, e posteriormente se mudou para o Recife.

Dom Marcelo faleceu em  26 de março de 2017, aos 88 anos, no Recife, tendo sido diagnosticado anteriormente com pneumonia e também por causa da sua idade avançada. Recebeu homenagem nas Catedrais de Olinda e Recife e Guarabira, e sepultado na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa.