“Seu Zé”: beneficiário mais idoso do IAPM completa 100 anos de vida

O prefeito Zenóbio e a primeira-dama Léa Toscano participaram das comemorações do centenário de vida do beneficiário do IAPM, José Antônio de Moura.

Momento de muita felicidade da família que se reuniu nas dependências do IAPM para importante comemoração. Acompanhado da esposa Dona Lia, filhos, netos, bisnetos e trinetos de Seu Zé, que cantaram os parabéns e agradeceram a Deus por mais um ano de vida.

José Antônio de Moura, nasceu em 14 de fevereiro de 1919, na cidade de Itambé, no Estado de Pernambuco. Reside atualmente no Bairro da Bela Vista, em Guarabira. Filho de Senhorinha Maria da Conceição e Antônio José de Moura, participou do quadro de servidores públicos durante mais de 15 anos.

Seu José está casado há mais de 74 anos com Maria José de Moura, que se encontra em plena saúde. É pai de 16 filhos, dentre os quais: Maria de Lourdes Moura, Terezinha de Jesus Moura Barbosa (também aposentada pelo IAPM), Maria do Carmo Moura Monteiro, Severino José de Moura, Maria Aparecida de Moura Arruda, Maria Hozana de Moura, Luiz José de Moura, João Batista de Moura, José Antônio de Moura Filho, Maria da Glória de Moura, Maria do Céu de Moura.

Começou a trabalhar na Prefeitura Municipal de Guarabira em 11 de janeiro de 1986, no cargo de Servente de Pedreiro, inicialmente na construção do Grupo Escolar Amália Freire, atual Escola Municipal de Ensino Fundamental Amália Freire de Pontes, localizada à Rua Osvaldo Cruz no Conjunto Assis Chateaubriand.
Seu momento mais marcante na Edilidade Municipal foi já no final de sua vida laboral, onde atuou na limpeza e manutenção das Praças da Avenida Sabiniano Maia e também na Praça Dr. Alberto Carlos de Pontes, mais conhecida como “Praça de Gama”. Por serem pontos centrais da cidade, sempre chamou a atenção de todos pelo cuidado com os bens públicos de uso comum, nas atribuições de jardinagem, principalmente.

Em 01 de março de 2002, em Portaria assinada pela Prefeita à época, Maria Hailéa Araújo Toscano, foi Aposentado Compulsoriamente por alcançar idade limite no serviço público, integrando assim o quadro do IAPM até os dias atuais