Conselho da Mulher planeja atividades para o 2º semestre de 2019 com destaque para ação contra violência à mulher

Na tarde dessa quarta-feira (14/08), na Secretaria de Políticas Públicas para a Mulher, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Guarabira (CMDM) se reuniu com o objetivo de planejar as atividades referente ao segundo semestre – 2019. A secretária da Mulher e presidente do Conselho, Léa Toscano, desejou boas-vindas aos membros do Conselho. Na pauta da reunião foram discutidas atividades referentes ao mês de agosto, com a proposta de realizar uma ação sobre o dia D de enfrentamento da violência contra a mulher.

Entre as ações que serão realizadas pela Secretaria da Mulher no segundo semestre estão: a continuidade dos cursos profissionalizantes para as mulheres em diversos bairros e comunidades rurais, retorno do programa Prefeitura na Comunidade para o mês de setembro, ainda no mês de setembro, a realização da formatura para 90 estudantes concluintes do ensino médio da rede municipal, realização de atividades sobre o outubro Rosa, realização do casamento coletivo no mês de novembro, além do acompanhamentos frequente por parte da Secretaria da Mulher ao grupo de idosas de bem com a vida e inauguração do segundo studio de pilates.

Estiveram presentes, representando o poder público:

Léa Toscano – Secretaria Especial de Políticas Publica para a Mulher e as assessoras da pasta, Neide Florentino, Lena Toscano e Nadjala Cavalcante.
Fernanda Macêdo – Secretaria Municipal de Saúde
Brenda Brilhante e Klemilson França – Secretaria Municipal de Planejamento
Tania Maria – CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social)

Representando a sociedade civil estiveram presentes:
Euzelma Belarmino e Jaceline Souto – FCD (Fraternidade Cristã de Deficientes)
Creusa de Sousa – (Sindicato dos Trabalhadores Rurais – STR)
Edinalva Freire – (Associação das Artesãs)

No final do encontro, a presidente Léa Toscano destacou a importância do Conselho, que em seu pleno funcionamento irá propor políticas públicas em prol da melhoria da qualidade de vida para todas as mulheres guarabirenses. (Com informações da SEPPM)