Parceria entre governo do estado e prefeitura, ensinará música para crianças da rede pública de ensino

    Parceria entre governo do estado e prefeitura, ensinará música para crianças da rede pública de ensino  Escola de Música será instalada em Guarabira
Escola de Música será instalada em Guarabira

Na manhã desta segunda-feira, 6, o prefeito Zenóbio Toscano recebeu em seu gabinete, a visita  de Milton Dornelas, diretor executivo do PRIMA ( Programa de Inclusão Através da Músicas e da Arte). Esse programa do governo do estado, tem como meta, atender alunos da rede pública de ensino, através de uma escola de música. O projeto tem a direção geral de Alex Klein, que é maestro da Orquestra Sinfônica da Paraíba.

No encontro, Zenóbio recebeu de Dornelas, uma lista com os  primeiros investimentos que devem ser feitos, para o início dessa parceria entre governo do estado e prefeitura. Entre os instrumentos a serem adquiridos, estão violinos e violoncelos.Outro fator importante, será o local para as aulas musicais. O prefeito disponibilizou a estrutura do CIEEC. Ao visitar o prédio, na companhia do secretário de Cultura, André Filho, Milton Dornelas, disse que “o programa já está funcionando em João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande, mas que a estrutura de Guarabira é uma das melhores que se possa imaginar”.

Outro ponto muito importante do projeto, é que existe o objetivo de se reunir, em médio prazo, músicos formados no PRIMA, para a formação de uma Orquestra Sinfônica.

O secretário André Filho, disse que essa oportunidade é única em toda a região, e que crianças da rede pública de ensino, terão a oportunidade de aprender música com grandes professores, e  que isso aumentará o envolvimento da sociedade nas ações culturais.

Dornelas, ainda falou sobre o interesse de Zenóbio, para o funcionamento do programa: “ O prefeito deixou claro uma motivação que me surpreendeu. A visão cultural de Zenóbio, está além da maioria dos prefeitos”. Para quem trabalha com cultura, de um modo geral, é muito gratificante encontrar alguém como Zenóbio, afirmou Dornelas.