Guarabira: Prefeito participa de homenagem à Zé Katimba na Câmara de Vereadores

Em meio à emoção sambista guarabirense que vive no Rio recebe medalha “Osmar de Aquino” das mãos de Zenóbio
Em meio à emoção sambista guarabirense que vive no Rio recebe medalha “Osmar de Aquino” das mãos de Zenóbio

O prefeito Zenóbio Toscano participou nesta terça-feira (19/03) da entrega da medalha honorífica “Osmar de Araújo Aquino” ao sambista, cantor e compositor guarabirense, José Ignácio dos Santos – Zé Katimba. O artista foi homenageado pela Câmara Municipal de Guarabira – pela sua magnífica e exemplar história, quando saiu de sua terra natal (Guarabira) com dez anos de idade, levado por seus pais – um casal que sobrevivia da agricultura de subsistência na zona rural guarabirense – para tentar uma vida melhor no Rio de Janeiro, de forma que, vencendo preconceitos, ditadura, entre outros percalços sociais, retorna à sua natalidade, após 70 anos com o ‘matulão’ recheado de prêmios por ter enveredado na carreira musical, no samba. A sua finalidade é de se aprofundar às suas raízes.

Diversas personalidades, pessoas do povo e a imprensa se fizeram presentes à solenidade. Todas as duas bancadas de vereadores participaram do evento, com exceção do vereador de situação Saulo de Biu, que por motivos superiores não pode comparecer.

Dezenas de oradores renderam suas homenagens ao sambista. O vereador-presidente da Casa, Lucas Porpino, que foi o autor da propositura, abriu a sessão solene, lendo uma breve biografia do homenageado. Lucas reconheceu como é difícil o nortista vencer no sul do país. Lembrou que o sambista foi o criador de uma das mais tradicionais escolas de sambas do Carnaval carioca – a Imperatriz Leopoldinense, e falou da importância que é ganhar o estandarte de ouro do Sistema Globo de Comunicação, principalmente quando se é nordestino. Ele finalizou, parabenizando Zé Katimba e dizendo que passou a conhecer a história do mesmo através do livro do jornalista carioca Fernando Paulino, que também se fez presente à solenidade. “Parabéns conterrâneo Zé Katimba, seja bem vindo a esta Casa”, destacou.

Já o prefeito Zenóbio, articulador principal da vinda de Katimba à Guarabira, falou que o homenageado que recebe a maior comenda concedida pela Câmara de Guarabira, tem uma história que representa o homem nordestino, que o artista guarabirense é uma figura conhecida nacionalmente e internacionalmente, o que, segundo o prefeito, isso é motivo de orgulho para todos os guarabirenses, pois a sua música está no mundo inteiro.

Zenóbio ainda destacou as agendas cumpridas por Zé Katimba, desde a última quinta-feira, dia em que o mesmo retornou à Paraíba. Que esteve também com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo e com o governador Ricardo Coutinho. Anunciou que o sambista vai abrir, na próxima quinta-feira, o projeto musical, QTT – Quinta Tem Talento, na Praça João Pessoa, também conhecida como “Bambuluar”. “As homenagens que tem recebido, ele (Zé Katimba) irá levar para o Rio de Janeiro, as melhores impressões. Leve de Guarabira as melhores das impressões, pois esta terra sempre lhe receberá de braços abertos”, finalizou.

“Eu nunca tirei os pés da Paraíba, vocês sempre estiveram no meu coração, pode acreditar”,
“Eu nunca tirei os pés da Paraíba, vocês sempre estiveram no meu coração, pode acreditar”,

O homenageado, como em outros momentos, não segurou as lágrimas e mais uma vez tornou a se emocionar. Sendo aplaudido de pé pelo público presente, quando do contar da sua trajetória de vida. “Eu nunca tirei os pés da Paraíba, vocês sempre estiveram no meu coração, pode acreditar”, disse.

Ele ainda falou que nunca foi matriculado em nenhuma escola, que venceu o preconceito – por ser pobre, negro e paraibano, e do jeito nordestino de ser, além de ter sido um perseguido e preso político da ditadura militar. Mas que agora traz “coisas boas” no seu “matulão” para dividir com os seus conterrâneos.  Ele agradeceu a todos pelo carinho e atenção que vem recebendo durante a sua estadia na Paraíba, inclusive ao prefeito Zenóbio e a deputada Léa, que segundo Zé, o casal lhe tratou como se fosse o artista, um verdadeiro irmão.

“Você pode correr atrás dos seus sonhos; quero dizer a vocês que sair daqui pobre e miserável, mas hoje tenho um coração muito rico de amor. Só o amor da nobreza de ter vocês de volta ao meu círculo… Estou muito feliz… Muito obrigado!” Concluiu o sambista, acometido de forte emoção.

No decorrer da solenidade, ainda fizeram o uso da palavra, os vereadores Armando Mallaguty, Marcos de Enoque, Jáder Filho, Bica, Michelle Paulino, Adriana de Severo e Gerson do Gesso; o cordelista Márcio Bizerril; o articulista artístico Ademir Leal; o jovem universitário Tiago; os radialistas Marcos Andrade e Mary Evans; e os cantores guarabirenses Sandoval e Artur Neto – este último repetiu o tributo que fez ao sambista, como ocorreu na última sexta-feira, dia em que o carnavalesco concedeu uma coletiva à imprensa local, quando Neto compôs e ao mesmo cantou que Zé Katimba é nada mais e nada menos do que o “Diplomata do Samba”.