Marcelo Bandeira toma posse como prefeito interino. Marcus Diogo terá licença de nove dias

O presidente da Câmara Municipal Marcelo Bandeira assinou o termo de transmissão do cargo de prefeito de Guarabira na manhã desta terça-feira (01.12) durante solenidade realizada na plenária da Casa Osório de Aquino.

O ato ocorreu após a leitura da ata, feita pelo chefe de gabinete Aguiberto Lira, seguida pela assinatura do prefeito Marcus Diogo, que após a transição do cargo ficará ausente por 09 dias, dando a Marcelo a incumbência de gerir os destinos do município durante este período. Na ocasião, o atual vice-presidente da Câmara Renato Toscano tomou posse do cargo antes investido por Marcelo interinamente.

Diversos representantes da gestão municipal marcaram presença na solenidade, como os secretários Robério Arnaud (Indústria e Comércio), Gracina Pontes (Educação), Neno do Carrasco (Agricultura), Fernanda Macedo (Saúde), Elias Asfora (Ação Social), Douglas Nóbrega (Administração e Recursos Humanos), Alcides Camilo (Sumasa), Cláudio Melo (Finanças), Gilberto Machado (STTRANS), Tarcísio Pereira (Cultura e Turismo).

Também foram registradas as presenças dos vereadores Raimundo Macedo, Lula das Molas, Wilsinho, Saulo de Biu, Junior Ferreira, Michel do Empenho, além dos vereadores eleitos Zé do Empenho, Gerson do Gesso e Isaura Barbosa.

O quantitativo de pessoas presentes na Câmara, tal como a higienização, foi controlado mediante os critérios de distanciamento exigidos pela OMS em razão do combate ao novo coronavírus.

Em seu discurso, Marcus Diogo destacou a importância em atuar de acordo com a nova política, onde não há revanchismos partidários e que o espírito de democracia seja predominante no trabalho de todos. O gestor também exaltou a presença da mãe de Marcelo Bandeira na Câmara, dona Cilene, numa referência ao papel fundamental da família na vida do ser humano.

Por sua vez, o (agora) prefeito interino Marcelo Bandeira fez uso da palavra e demonstrou o quanto se sente honrado em ocupar, embora interinamente, o cargo de prefeito de Guarabira. Nesse momento, Marcelo lembrou do ex-prefeito Zenóbio Toscano, o qual se considera como sua “cria”, que a quatro anos atrás o lembrou da responsabilidade em assumir o cargo de presidente da Câmara, além de que seria capaz de exercer tal função devido aos seus anos de experiência.

SUCESSÃO

Marcus Diôgo foi empossado como vice-prefeito em 2017, assumindo a titularidade do cargo após o falecimento do prefeito Zenóbio Toscano, sendo assim, ao precisar se afastar, de imediato assume o presidente da Câmara Municipal.

Outras Notícias