Marcus expressa “profundo pesar” pelo falecimento da Ir. Naíse Leite

O prefeito de Guarabira Marcus Diôgo, expressou ‘profundo pesar’ pelo falecimento da Irmã Maria Naíse Leite, ocorrido na noite deste domingo, 26 de dezembro.

“Com profundo pesar, nos solidarizamos com os amigos, familiares e com toda a Diocese de Guarabira pelo falecimento da Irmã Maria Naíse Leite. Defensora dos direitos sociais, ajudou a fundar as comunidades eclesiais de base e sua história também se confunde com a história da Diocese de Guarabira, da qual viu nascer e atuou como chanceler desde sua instalação canônica. A religiosa sempre será lembrada por sua dedicação, seu semblante tranquilo e corajoso e pelos seus ideais de um mundo mais justo e igualitário”, destacou o prefeito.

 

Irmã Maria Naíse Leite, IDP – Irmãs dos Pobres

A Irmã Naíse faleceu neste domingo, 26/12, em decorrência de complicações causadas pela COVID-19, segundo informou em nota a Diocese de Guarabira, onde dedicou mais de 40 (quarenta) anos de sua vida aos trabalhos da Cúria Diocesana.

Irmã Naíse começou os seus trabalhos na Região Episcopal de Guarabira na década 70, secretariando, na época o então bispo auxiliar da Arquidiocese da Paraíba, Dom Marcelo Pinto Carvalheira. Após a Criação da Diocese de Guarabira pelo Papa São João Paulo II no ano de 1980, e com a Instalação Canônica da mesma no dia 27 de dezembro de 1981, sendo empossado o seu primeiro Bispo, Dom Marcelo Pinto Carvalheira, a Irmã Naíse foi nomeada chanceler da Cúria Diocesana, função que exerceu com esmero até o ano de 2016, desde então trabalhava como notária, assentando toda a história da Diocese de Guarabira em seus livros de tombo. Trabalhou junto a todos os pastores diocesanos que por aqui passaram, a exemplo de Dom Marcelo Pinto Carvalheira, Dom Frei Antônio Muniz Fernandes, Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena e Dom Aldemiro Sena dos Santos.

“A vida e história da Irmã Maria Naíse Leite se confundem com a história da Diocese de Guarabira, ao Deus da Vida, que é a Luz que brilha em meio as trevas (cf. Is 9,1) bendizemos e louvamos por ter presenteado à Diocese de Guarabira com a presença, vocação e missão da Ir. Naíse”, diz em nota, a Diocese.

 

Informações: PASCOM/Diocese de Guarabira

Outras Notícias