Participação do público nas oficinas de produção garante sucesso da 1ª Semana de Arte e Cultura

DSC08822Professores exaltam a dedicação e compromisso dos alunos, extendendo o mérito a iniciativa da Prefeitura, em parceria com a UFPB, pela realização do evento

Realizada entre os dias 24 e 31 de maio, a 1ª Semana de Arte e Cultura ofereceu à população de Guarabira a oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura através de suas vertentes e origens. A parceria entre a Prefeitura e a Universidade Federal da Paraíba resultou em diversas atrações, tendo as oficinas de produção como o principal destaque do evento.

Guarabira se transformou num canteiro de artes e espetáculos, onde o público pôde escolher a área onde melhor se identificasse. Assim como houve inúmeras palestras e apresentações teatrais e musicais, as oficinas serviram como ferramenta de estímulo para que as pessoas também se capacitem a produzir seus trabalhos.

Dessa forma, a Semana de Arte e Cultura realizou dentro de sua programação as oficinas de teatro, pintura, dança, cinema, documentação de arquivo, fotografia e teatro de bonecos de babal. Em cada uma dessas áreas, as pessoas devidamente inscritas aprenderam noções básicas de teoria e prática. De um modo geral, a satisfação era um fator evidente no semblante de todos que participaram de suas oficinas.

“O tempo foi curto, mas já serviu pra plantar uma sementinha nas pessoas que participaram da oficina, por tudo o que foi passado, entre noções de interpretação e de direção no palco. E que a responsabilidade e o compromisso identificado nos jovens que participaram da oficina será a maior lembrança que levarei daqui.”, destacou o ator Edilson Alves, que ministrou a oficina de Teatro. Já a professora Bernardina Freire afirmou que, não só a cultura, mas a história e a identidade da cidade também ganharam força com esse evento, através da oficina de Arquivologia e Documentação, a qual ministrou.

pageTanto na oficina de Fotografia quanto na de Cinema, a proposta de seus respectivos ministrantes, o fotógrafo Dudé Rodrigues e o cineasta Torquato Joel, tinham um objetivo em comum, a instigação pelo olhar clínico de seus alunos. Perceber o mundo ao seu redor e conseguir captar o imprevisível na cidade de Guarabira foi o maior desafio dos aspirantes a fotógrafo, da mesma forma que, para os futuros cineastas, uma boa ideia e uma simples câmera são essenciais para produzir histórias de sucesso para o cinema.

O artista plástico Angel Valdez destacou a presença de pessoas de diversas idades, desde crianças até adultos, estudantes e professores. Conforme Valdez, isso confirma que a vocação e a inspiração para a pintura não se limita a faixa etária. O dançarino Ismárcio Xavier, do balé clássico da UFPB, parabenizou a Prefeitura e a Secretaria de Cultura por este evento, destacando a importância da dança como ferramenta de formação para o ser humano. “Uma forma de tirar as pessoas do caminho das drogas e da marginalidade.”, concluiu. Na oficina de teatro de babal, o mestre Clóvis explicou que os oficineiros aprenderam a construir seus próprios bonecos além dos métodos de manipulação.

page1Resultado e entrega de certificados

Na noite deste sábado (31) foi realizado a solenidade de encerramento da 1ª Semana de Arte e Cultura. Quem compareceu ao Teatro Geraldo Alverga teve a oportunidade de conferir logo no hall de entrada uma exposição de fotos dos alunos da Oficina de Fotografia.

No piso superior da Galeria de Artes Antônio Sobreira, que fica ao lado do Teatro, estavam expostas as artes das oficinas de Pintura e Aquarela. Conforme o professor José Augusto, coordenador de Cultura na UFPB, há a intenção de levá-las para que sejam expostas no hall da reitoria no Campus I da UFPB, em João Pessoa.

Antes das falas das autoridades presentes aconteceram as apresentações do resultado da oficina de Teatro de Babau com a peça “O forró do Capitão João Redondo”. E logo em seguida a performance dos participantes da oficina de Dança, onde os bailarinos interpretaram através dos movimentos corporais o tema “O real sentido da vida”.

Todos os participantes das oficinas receberam um certificado, inclusive os alunos das oficinas de Cinema, com o cineasta Torquato Joel; Arquivologia e Documentação, com a professora doutora Bernadina Freire; e Teatro, com Edilson Alves.

CLIQUE AQUI e confira mais imagens das oficinas.

Outras Notícias