Primeira remessa de vacinas contra a COVID-19 deve imunizar cerca de 54 mil paraibanos

A primeira remessa de vacinas que deve chegar na Paraíba nesta segunda-feira (18) deve vacinar cerca de 54.689 paraibanos, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Importante salientar que o número não corresponde a todo o público alvo da primeira fase, mas todos que fazem parte do grupo inicial receberão a primeira e a segunda dose da Coronavac. A meta da SES é vacinar 90% do público alvo.

No último domingo, 17, a ANVISA liberou a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, e a AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford juntamente com a Fiocruz. Sobre o cronograma de vacinação, o plano está dividido em quatro fases. A primeira possui dois grupos e contempla a seguinte população:

Grupo 1 – Trabalhadores de Saúde; povos de comunidades tradicionais quilombola; população indígena vivendo em terras demarcadas; e

Grupo 2 – pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas; pessoas de 80 anos ou mais; pessoas de 75 a 79 anos.

“É importante informar que os profissionais de saúde que serão contemplados nessa primeira fase são aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde. Incluímos também os que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos, doulas e parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados. Na hora da vacinação, será solicitado um documento que comprove a vinculação ativa do profissional. A orientação é que as doses sejam aplicadas nos serviços de saúde”, detalha a Coordenadora do Núcleo de Imunizações da SES, Isiane Queiroga.

O registro das doses aplicadas será nominal e individualizado, por meio do número do Cartão Nacional de Saúde ou número do CPF do usuário. A SES está estimulando a população a baixar e usar o aplicativo de celular do Ministério da Saúde, o Conect SUS, para agilizar no processo de vacinação. Isiane observa que a não apresentação do cadastro prévio e do aplicativo não será impeditivoao ato de ser vacinado nas unidades de saúde.

Sobre o estoque de seringas e agulhas, a coordenadora do Núcleo de Imunização garante que a SES tem o suficiente para começar a primeira fase do plano. Além das 286 mil já disponíveis, a secretaria aguarda para os próximos dias a entrega de mais 272 mil seringas e agulhas e mais 1,8 milhão que serão entregues ao longo do período da campanha, assim como as doses da vacina.

A secretária executiva da Saúde, Renata Nóbrega, estava presente na primeira reunião e explicou que a versão atual do plano de vacinação ainda pode sofrer alterações de acordo com as atualizações do Ministério da Saúde. Ela reforçou que, mediante recebimento das vacinas, a SES repassará a todos os 223 municípios seguindo os critérios destacados pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A secretária executiva alertou ainda para as informações falsas que circulam e solicitou a colaboração dos municípios.

“A gente precisa quebrar essa corrente de informações de que a vacina não tem eficácia e não vai proteger a população. Nossa missão de coletivo da saúde pública é dar uma resposta aos paraibanos”, completa.

Das 92.960 doses da vacina Coronavac que devem chegar a Paraíba nesta segunda-feira serão contemplados 34% do previsto dos trabalhadores da saúde (42.925), 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em instituições e 120 pessoas com deficiência que estejam institucionalizadas.

De acordo com o secretário de estado da saúde, Geraldo Medeiros, serão vacinados os trabalhadores da saúde que trabalham na linha de frente da Covid-19, isto é, em enfermarias e UTIs destinadas para o tratamento da doença. Além disso, destaca que, por enquanto, os postos de saúde não estarão dispondo das vacinas. As doses serão aplicadas nas unidades de saúde, nas aldeias indígenas e e nas instituições de longa permanência.

Há, no entanto, um déficit de 16.418 doses entre a quantidade de doses recebidas e a quantidade de paraibanos indicados para receber a primeira remessa. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, essa complementação deve chegar nos próximos dias para garantir a segunda dose de todos os contemplados com a primeira.

FONTE:

SES/GOVPB/G1PB

Outras Notícias