Reunião do Consires define taxa de adesão para custear projeto do aterro sanitário. Guarabira pagará maior valor.

Encontro reúne prefeitos dos 22 municípios que integram consórcio de resíduos sólidos

DSC03786A Prefeitura de Guarabira, juntamente com prefeitos e representantes de mais 15 municípios, participou de mais um encontro do CONSIRES (Consórcio Intermunicipal dos Resíduos Sólidos), na tarde desta terça-feira (22/10), no auditório da ACEG (Associação Comercial e Empresarial de Guarabira).

Na reunião, três assuntos foram pautados e aprovados entre os presentes. Dentre elas constam a inserção do município de Solânea, onde o prefeito Beto do Brasil esteve presente e agradeceu pela aprovação, ressaltando o compromisso de trabalhar junto aos outros prefeitos pela concretização deste projeto; esclarecimentos acerca da criação da licitação da empresa a ser contratada para a elaboração do projeto do aterro sanitário; e um repasse inicial, definido pela presidenta do consórcio, a prefeita de Alagoinha Alcione Beltrão, como “taxa de adesão”.

O valor dessa taxa varia de acordo com a renda per capita de cada município, considerando também o valor de repasse recebido pelo FPM. No caso de Guarabira que possui o coeficiente 2.2, será cobrado uma taxa no valor de R$ 6 mil, a maior dentre os municípios inseridos no Consires. Alcione alertou a todos que essa taxa deve ser paga até o próximo dia 30 de outubro. Quanto a licitação do projeto, foi decidido que será realizado o primeiro contato com o engenheiro responsável pela elaboração do projeto, a fim de esclarecer o orçamento.

Ao fim da reunião, todos assinaram a formalização da abertura da conta bancária do consórcio, onde será depositado entre outros, o valor da taxa de adesão.

Outras Notícias