SAMU de Guarabira realiza Capacitação em Acesso Venoso Central e Periférico

993681_208979529263698_1808091652_n (1)A Secretaria Municipal de Saúde de Guarabira, através do Serviço de Atendimento Móvel em Urgência – SAMU, em parceria com a Coordenação de Enfermagem do Hospital Regional de Guarabira – HRG, órgão do Governo do Estado – realizou durante toda a manhã e tarde desta quarta-feira (28/08) o Curso de Capacitação em Atualização em Acesso Venoso Central e Periférico.

O curso foi efetivado nas dependências do Centro de Capacitação do Hospital Regional, sob a organização das Dras. Cássia Cilene de Melo (coordenadora do SAMU-Guarabira) e de Kátia Maria de Andrade Miranda (coordenadora-chefa de Enfermagem do HRG); sendo ministrado pelo médico-socorrista do SAMU-Guarabira, Dr. Leonardo Leite, que proveu sobre o Acesso Venoso Central e pelo Enf. Dr. Wesley Dantas (do HRG) que versou sobre o Acesso Venoso Periférico.

Acesso Venoso Central e Periférico (informações técnicas)

1208728_208979682597016_456217833_n
A coord. do SAMU-Gba Dra. Cássia Cilene, ladeada dos ministrantes do Curso – Dr. Leonardo Leite e Dr. Wesley Dantas

Acesso Venoso Central – é um procedimento médico efetuado por meio de um tubo ou cateter (Cateter para Acesso Venal Central-CAVC) que é inserido debaixo da pele e que é a forma mais simples e indolor para médicos e enfermeiras infundirem medicações e retirarem amostras de sangue para exames laboratoriais. Quando o paciente tem um CAVC fica livre do desconforto de múltiplas e repetidas picadas de agulhas.

Acesso Venoso Periférico – constitui-se em uma alternativa rápida e segura, indispensável nas situações de urgências. Através de dispositivos endovenosos, permite a equipe uma via de acesso capaz de prover uma infusão de grandes volumes ao paciente, sendo também usada para infusão de drogas de efeitos diversos de rápida resposta. As vias mais indicadas em caso de urgência são as que respeitam os critérios de calibre e de acessibilidade dando-se, porém, preferência aos vasos distais, para então se necessário progredir nas tentativas proximais do membro, sendo indicada a veia do dorso da mãe e antebraço, sendo a mais utilizada as veias basílica, cefálica e radial.

As Dras. Kátia Miranda (coord-chefa de Enfermagem do HRG) e Cássia Cilene (coord. do SAMU-Gba) organizaram o evento, mostrando assim a parceria firmada entre Governo do Estado e Município de Guarabira
As Dras. Kátia Miranda (coord-chefa de Enfermagem do HRG) e Cássia Cilene (coord. do SAMU-Gba) organizaram o evento, mostrando assim a parceria firmada entre Governo do Estado e Município de Guarabira

De acordo com a Dra. Kátia, um total de quarenta profissionais em saúde de urgência e emergência – participou da capacitação, constituindo-se em 25 do quadro do HRG e 15 das unidades dos SAMU’s de Guarabira, Lagoa de Dentro e Itabaiana. O curso teve uma carga horária de 8 horas de duração, com entrega posterior de diplomas aos capacitados.

Já, conforme a coordenadora do SAMU, Dra. Cássia Cilene, existe uma grande preocupação de sua parte, bem como do prefeito do município, o Dr. Zenóbio Toscano, no que se refere ao aperfeiçoamento dos servidores públicos relacionados ao bem atender a população de Guarabira, seja lá qual for à categoria, inclusive na área de Saúde, em se tratando de serviços de urgência e emergência.

Cássia ainda disse que outros cursos estão por vir a serem realizados pelo SAMU de Guarabira; a exemplo de Farmacologia, Parada Cardíaca Respiratória (PCR) e o combinado de APH – Resgate Aquático – e Método Start, este último ensina a identificar a classificação de pessoas vitimadas por meio de explosão.