Secretária de Saúde destaca a importância do isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus

Fernanda Macedo, secretária de saúde, apresentou gráfico com os números atualizados de casos confirmados pelo novo coronavírus destacando a faixa etária de contaminação no município

 

A secretária municipal de Saúde, Fernanda Macedo, apresentou na manhã desta terça-feira (2), um gráfico sobre os números atuais de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no município. E, de forma preocupante, conforme os dados, os chamados “jovens adultos” lideram os numéros.

No vídeo, a secretária lamentou ver as ruas cheias de pessoas que não cumprem o isolamento social, entre estas, jovens em sua maioria, que podem levar o vírus para casa e contaminar familiares, inclusive parentes idosos. “Pergunta-se então qual a explicação para tal fato. Pois bem, são os jovens, que em sua inquietação juvenil, relutam em permanecer em casa, querem curtir a vida sem perder um segundo das alegrias fugazes, produzidas em comemorações que geram fatais aglomerações. Uma armadilha perigosa para si próprio e para seus familiares mais idosos. ”, diz Fernanda em trecho.
Veja o recado da secretária:

“Estamos observando, atônitos, que a cada dia o número de pessoas positivadas com a COVID-19 só vem aumentando em nossa cidade e também as perdas, que são irreparáveis, entretanto, percebemos que não há mudança de comportamento das pessoas. Muitas pessoas continuam nas ruas como se nada tivesse acontecendo, burlam a quarentena, burlam o isolamento social. Há uma orientação geral para a população que só saia de suas casas para o estritamente necessário, devido a facilidade que esse vírus tem de propagação. Temos o maior número de “adultos jovens” acometidos pela infecção, entendemos que são esses que estão no mercado de trabalh, mas também são os jovens que em sua inquietação juvenil relutam a permanecer em casa, brincando com o vírus que pode ser letal e aí são promovidas festas, que geram diversas aglomerações sociais, as ‘lives’, os encontros… Tudo isso vem contribuir para que haja um aumento da incidência da COVID-19 que está levando ao aumento de casos em idosos e perdas de vidas pelas quais deveriam haver zelo, Pais, Mães e Avós, que todas as famílias estão lamentando e a sociedade guarabirense também lamenta. Responsabilidade, empatia, amor, respeito, são sentimentos e posturas que toda a sociedade deve ter com as pessoas que fazem parte da sua família e da sociedade. Não bastam mortes? Não bastam os que ainda seguem internos em hospitais? Não bastam os números de infectados? Urge uma mudança de comportamento para que não venhamos a chorar mais perdas! Não esperem só pelo Poder Público, nossa parte está sendo feita. Nesse momento, todos nós somos responsáveis e é isso que acreditamos, e é isso que estamos pedindo: responsabilidade de todos”  – Fernanda Macedo